As consequências de dormir e não tirar as lentes de contato

Dormir com as lentes de contato, ou não tirá-las por um longo período de tempo, pode trazer graves danos aos seus olhos.

Quem já dormiu ou ficou muito tempo sem tirar as lentes de contato sabe que a sensação no final não é boa. Mas para quem ainda está pensando em fazer isso, aí vai um alerta: um estudo da revista Ophtalmology apontou que o risco de inflamação da córnea (queratite) é 6,5 vezes maior só por dormir ocasionalmente com as lentes.

“É como dormir com um saco plástico na cabeça”, explica Rebecca Taylor, porta-voz da Academia Americana de Oftalmologia.

Quando estamos acordados, as lentes se deslocam cerca de um milímetro a cada piscada. Isso permite a entrada de oxigênio na córnea. Se dormirmos com a lente, elas não se movimentam durante todo o sono.

Isso impede também a lubrificação da córnea, que acontece quando estamos dormindo através das lágrimas e do humor aquoso. As lentes agem como uma barreira entre a pálpebra fechada e a córnea.

Lenda Urbana?

Já ouviu falar na lenda da menina que ficou cega após usar as lentes de contato por 6 meses seguidos?

Não tem nada de lenda nessa história. Isso realmente aconteceu com a estudante taiwanesa Lin Kao. Ela negligenciou a higiene ao não tirar as lentes por 6 meses ininterruptos, e ainda praticou natação nesse período.

As amebas, como a Acanthamoeba keratiti, literalmente comeraram os globos oculares de Lin Kao. Elas se alimentam das infecções bacterianas que se estabelecem na córnea pela falta de oxigênio.

Na dúvida, use o bom senso.

Existem lentes de contato para uso estendido. Mesmo assim, a FDA recomenda que sejam retiradas pelo menos uma vez por semana para dormir.

Pesquisas mostram que pessoas que usam lentes de uso estendido têm de 10 a 15 vezes mais risco de desenvolver queratites ulcerativas. O uso noturno aumenta a probabilidade de infecção da córnea, independente do tipo de lente de contato.

Por isso, o ideal é que você consulte sempre um oftalmologista e siga suas orientações quanto ao uso das lentes de contato.

Veja algumas dicas de como cuidar de suas lentes aqui.

Fontes: